Intercambista chegando na Irlanda

A ansiedade quase que sufoca quando desejamos muito a chegada do dia que poderá mudar para sempre a nossa vida.

A tão sonhada viagem de intercâmbio não se limita a uma grande aventura, ela também poderá proporcionar o nosso enriquecimento pessoal, novas experiências que elevam a nossa capacidade profissional e social. O período que antecede o dia da viagem nos dá uma sensação do desconhecido, como num filme que está para estrear onde apenas a sinopse e o trailer foram divulgados. Mesmo assim, já começamos a imaginar todo o roteiro em detalhes, nós somos os protagonistas desta grande obra da vida real.

E quando o dia chega?

Avião aterrissando e já podemos ver os diversos tons de verde do solo Irlandês, nesse momento estamos atingindo o ápice da nossa ansiedade, junto com ela uma grande onda de outros sentimentos nos envolve: felicidade, medo, nervosismo, tensão, estão todos presentes ao mesmo tempo proporcionando uma avalanche de reações. Naturalmente a temperatura do nosso corpo sofrerá variações, como se o nosso primeiro beijo na adolescência estivesse se aproximando. Continuamos nervosos, a fila não anda, malas para resgatar e a imigração.

 

intercambistas-chegando-irlanda-01

Reprodução Google

A chegada pela tão esperada e temida imigração está por vir, mas tenha calma, você não está fazendo nada de errado, já acertou todos os detalhes antes de deixar o Brasil, pagou a escola que lhe transmitiu melhor segurança para seus estudos, recebeu sua carta com a confirmação da sua matrícula que lhe dará a permissão de entrada juntamente com o seu passaporte, possui dinheiro para se manter pelo período do curso, já sabe onde irá morar pelos próximos meses, etc. Está tudo em perfeita ordem, por isso trate de colocar aquele seu sorriso no rosto, pois os funcionários da imigração não são aqueles carrascos que estamos acostumados a ver nos filmes. Procure responder somente o que for perguntado, apresente todos os documentos que forem exigidos e aguarde a liberação da sua entrada na Ilha da Esmeralda.

Documentos que serão solicitados na imigração :

  • Carta da escola com todas as descrições de carga horária, data de início e fim do curso. E um detalhe importante é para certificar que a sua escola é reconhecida pelo ministério de Educação da Irlanda e Imigração [confira a lista das instituições, mas lembre-se não garante a qualidade da instituição, mas sim, se um fornecedor está listado no ILEP garante que os cursos terão cumpridos determinados critérios, nomeadamente a obrigatoriedade de proteção ao aluno em relação aos cursos], além do recibo de pagamento total do curso;
  • Quantia mínima de €3000 em espécie ou extrato com o valor caso esteja com cartão VTM;
  • Endereço na Irlanda [serão aceitos os documentos que comprovem o aluguel, casa estudantil, casa de família agenciadas ou até mesmo uma carta de quem já mora na Irlanda dizendo que você se hospedará lá];
  • Passaporte com validade mínima de 6 meses;
  • Passagem de volta após a conclusão do seu curso;
  • Apólice do seguro saúde e não custa nada levar o comprovante de pagamento;
  • Compra da prova de avaliação após o curso em uma dessas instituições: IELTS, TIE, ISE, PTE ACADEMY, ETAPP E CAMBRIDGE.
  • Após os documentos apresentados, o oficial irá carimbar seu passaporte com um visto que pode ser de 1 semana até 3 meses, lembre se de não perder tempo e agilizar toda a parte burocrática para não ter a dor de cabeça de deixar para a última hora com o visto vencido.




Próximos passos

Agora você precisa ir na escola para pegar uma carta que lhe dará o direito de abrir uma conta bancária [nesse post tem todos os detalhes de documentos e processos], o próprio curso irá indicar o banco.

Com a sua conta aberta, o dinheiro que você trouxe deverá ser depositado para que você consiga retirar um extrato que será usado para você tirar o GNIB [será o próximo post para você acompanhar  o processo de retirada do cartão].

Moradia

Se você já pagou a sua escola mas ainda não definiu a sua moradia aqui em Dublin, então vou te passar duas dicas: o Daft.ie é um site bem bacana que você poderá procurar pela sua morada, existem muitos anúncios disponíveis para todos os gostos e necessidades. Outra forma de resolver essa questão, é ingressando em alguns grupos no Facebook como o Classificados Dublin, Dublin Classificados Inteligentes ou Classificados e Acomodações em Dublin, eles sempre anunciam vagas compartilhadas, desde simples acomodações até vagas individuais. O mais importante é checar a procedência de quem está alugando, tentar identificar se a localização está de acordo com a sua escola [isso faz a diferença]. Ter ou fazer amigos por aqui pode ser uma boa para quem não quer passar por problemas maiores, eles podem te ajudar visitando o imóvel, garantindo que você vai chegar bacaninha e encontrar tudo certo como deve ser.

 

intercambistas-chegando-irlanda-02

Reprodução Google

Perder um tempo comprovando a legalidade do negócio nunca é demais, vale tentar conhecer o proprietário e sua reputação. Lembre-se de reservar uma grana para o depósito além do aluguel, geralmente eles cobram o mesmo valor do aluguel.

Como conseguir o seu primeiro Job

Muito se questiona sobre conseguir emprego por aqui com visto de estudante, eu penso que se você tiver força de vontade e possuir uma apresentação bacana já é um bom começo, o quão rápido você poderá conseguir o seu emprego irá depender do seu nível de inglês e experiência profissional que possui, além é claro de uma pitada de sorte. 🙂 Conheço muitos brasileiros que já chegaram chegando, encontrando boas vagas para trabalhar part-time logo no primeiro mês, eles ralaram todos os dias visitando estabelecimentos e conseguiram o tão sonhado emprego para ajudar a pagar as despesas fixas e as variáveis também – olha que maravilha. Entretanto, existem muitos que não possuem a mesma determinação, ficam esperando contatos que nunca aparecem e com isso acabam perdendo tempo e oportunidades que estão lá, esperando por profissionais que estão indo a luta. Seja perseverante.

 

intercambistas-chegando-irlanda-03

Reprodução Google

Foto de Capa: Reprodução Google

Co-Fundadora e Ceo do Europamos. Mãe do Pedro, Carioca que fala "bixcoito" e portuguesa com muito orgulho. Publicitária, Pós Graduada em Gestão Empresarial e apaixonada em viajar, tem como meta dar a volta ao mundo. Mas por hora, encara o maior desafio da sua vida junto com a sua família na Irlanda.