Um blog com dicas e experiências sobre viagens pela Europa. Aqui contamos a nossa historia :-)

Conheça os melhores (e piores) passaportes para viajar

535

Se você possui um passaporte do Afeganistão poderá entrar sem visto em apenas 28 países no mundo. Por outro lado, se tiver o passaporte americano, britânico, alemão, sueco ou finlandês, será recebido sem necessidade de entrevistas prévias em 174 países.
Esses são os dois extremos de um ranking elaborado pela consultoria Henley & Partners, que examinou o acesso concedido a passaportes de 199 países – os 193 países membros da ONU mais Taiwan, Kosovo, o Território Palestino, Vaticano, Hong Kong e Macau.
O levantamento usa como base dados de 2014. O passaporte brasileiro é o 21º entre os que mais abrem portas, permitindo acesso direto a 146 países.
Na lanterna estão o Território Palestino, que dá acesso a 35 países, Paquistão e Somália (32 países), Iraque (31 países) e o já citado Afeganistão.
A lista traz algumas surpresas. A Coreia do Norte, por exemplo, considerada um dos países mais fechados do mundo, aparece em 86º lugar, empatada com Angola.
Na América Latina, o Brasil está em 3º lugar, atrás da Argentina (17º posição) e do Chile (18º posição).
Cuba aparece na 69ª posição, Colômbia em 64º e Haiti em 79º – o pior da América Latina.
Considerando-se o número de países para os quais os brasileiros podem viajar sem visto, houve melhora desde 2008. Naquele ano, os brasileiros podiam viajar para 122 países sem visto, número que subiu para 146 em 2014.

No ranking geral, entretanto, o Brasil ocupava o 19º lugar, e caiu agora para 21º.

Segurança e economia

Mas por que os cidadãos de alguns países podem viajar para mais lugares sem se preocupar com visto?
De acordo com a consultoria, os principais fatores que influenciam são segurança e economia dos países. A situação política e as relações com outros países também são consideradas.
A política de vistos, diz a empresa, se baseia nas relações históricas ou diplomáticas, em tratados de comércio e no comércio bilateral entre as nações.
A OMT (Organização Mundial do Turismo), da ONU, afirma que a facilitação da expedição de vistos é uma forma de incentivar o crescimento do turismo, o que contribui para o desenvolvimento econômico dos países.
Segundo a OMT, no ano passado, 62% da população precisa de visto para entrar em algum país, 16% receberam visto na chegada e 19% não precisaram de visto.
Houve uma evolução, já que, em 2008, 77% precisaram de visto.
Em geral, segundo a organização, as economias emergentes costumam ser mais abertas que as mais avançadas, sendo que os países do sudeste asiático, do leste da África, do Caribe e da Oceania são os com maior abertura.
Enquanto isso, os da África Central e do Norte e da América do Norte são os que possuem as políticas mais restritivas.

Ranking de passaportes

1. Estados Unidos
Grã-Bretanha
Alemanha
Suécia
Finlândia
2. Canadá Dinamarca
17. Argentina
21. Brasil
69. Cuba
86. Coreia do Norte
91. Território Palestino
92. Paquistão Somália
93. Iraque
94. Afeganistão

Fonte: BBC

Comentários