EUA querem que turistas revelem suas redes sociais na alfândega

Quem está acostumado a viajar para os Estados Unidos já conhece a rotina de responder as perguntas na imigração americana.

Mas o governo americano também planeja checar os perfis nas redes sociais, como Facebook e Twitter, de estrangeiros que queiram entrar no país.

A medida, segundo a US Customs and Border Protection (serviço de aduana dos EUA), serviria para combater a entrada de terroristas.

O projeto propõe adicionar uma linha aos formulários preenchidos por visitantes estrangeiros na chegada ao país, pedindo que revelem seus perfis em redes sociais. Os viajantes não precisariam oferecer suas senhas nem seriam forçados a preencher o campo. A proposta está aberta para consulta pública até 22 de agosto.




A imigração americana pode eventualmente barrar a passagem de um visitante caso o considere suspeito.

Segundo a advogada Ingrid Baracchini, especialista em imigração e visto americano, diversos são os fatores que podem impedir a entrada nos Estados Unidos. “São necessários muitos documentos para justificar a sua ida ao país. Um simples documento ou objeto esquecido na mala pode causar a negativa do visto”, explica.

 

Fonte: Viagem Catraca Livre

Foto: Reprodução Google

 

Co-Fundadora e Ceo do Europamos. Mãe do Pedro, Carioca que fala "bixcoito" e portuguesa com muito orgulho. Publicitária, Pós Graduada em Gestão Empresarial e apaixonada em viajar, tem como meta dar a volta ao mundo. Mas por hora, encara o maior desafio da sua vida junto com a sua família na Irlanda.