Um blog com dicas e experiências sobre viagens pela Europa. Aqui contamos a nossa historia :-)

Cidades da União Europeia protestam contra turistas. Entenda

visitar europa
213

As cidades da União Europeia, Veneza e Barcelona são dois símbolos da revolta dos locais. Já Dubrovnik pode perder título da UNESCO se não controlar a entrada de turistas na cidade.

Em 2016, os 28 países da União Europeia receberam cerca de 500 milhões de turistas, 40% do total mundial, um aumento de quatro pontos percentuais em relação ao ano anterior e o sétimo ano consecutivo de crescimento sustentado.

No que diz respeito a 2017, nos primeiros quatro meses, 125 milhões passaram por estes países, mais 8 milhões que no período homólogo, e estamos a falar da chamada época baixa.

Estes números podem fazer sorrir os governos europeus devido ao impulso econômico, mas estão a deixar furiosos os moradores de muitas cidades da Europa, que se queixam do fluxo de turistas que está a tornar as suas vidas intoleráveis.

Em algumas cidades, as autarquias locais já estão tomando medidas para limitar o impacto do turismo, outros, os residentes têm saído às rua para mostrar a sua indignação.

Veneza tem cerca de 55 mil residentes e recebe mais de 70 mil visitantes diários. Moradores têm protestado contra excesso de turistas

Com cerca de 7 milhões de turistas anuais, Roma, por exemplo, está a considerar limitar o número de visitantes em determinadas zonas da cidade, como a Fonte de Trevi.

Foi também implementado um plano de multas, que podem ir até aos 240 euros, para quem tiver um comportamento inapropriado nos monumentos da capital italiana, como molhar os pés em fontes históricas.

 

Fonte: DN.pt

Comentários