planejamento-portugal

Como se planejar e o que saber antes de morar em Portugal

Portugal tem se tornado um destino muito procurado entre os brasileiros que querem sair do país, principalmente com o crescimento da crise no Brasil

Mas por que será?

Talvez por falarmos a mesma língua e possuirmos traços culturais semelhantes, isso faz com que a decisão não seja tão complexa. Ao meu ver, Portugal nos acolhe, nos acalenta e faz com que nos sintamos protegidos e confortáveis, sem falar no baixo custo de vida, lugares lindíssimos e repletos de histórias. A culinária Portuguesa é de deixar qualquer um com água na boca, sem dúvida alguma, esses realmente são fatores muito atrativos.

Preciso me planejar, mas por onde começo?

Antes de começar vou alertar para um item fundamental: O PLANEJAMENTO. Ele te dará a segurança necessária para todos os seus passos. Ok, estou de frente ao meu computador criando a minha PLANILHA DE CUSTOS, e agora?

Agora você pode começar respondendo algumas questões como:

  1. Por que eu quero morar em Portugal?
  2. O local oferece oportunidades de emprego para a minha área profissional e o estilo de vida para o meu perfil?
  3. Quais seriam os pontos positivos? Eles superam os negativos?
  4. Consigo administrar a saudade dos amigos e familiares?
  5. Sobre o clima, consigo me adaptar ao frio europeu? Ao calor europeu?
  6. Tenho fácil adaptação à novas culturas e costumes?
  7. Entendo que estou saindo da minha zona de conforto?

Se as suas respostas foram totalmente positivas, mãos à obra, você tem o perfil para fazer a coisa acontecer e dar início a nova vida. 🙂

No dia que deixamos o Brasil, tinhamos os seguintes documentos (planejamento) no computador:

Planilha 1 – Brasil 

  • Despesas para serem pagas até a data da partida
  • O total do nosso capital $$ até o dia da viagem [Mesmo que você não tenha a passagem com a data do voo em mãos, use um mês como parâmetro]
  • Previsão de venda de bens, avisos de demissão, procuração de plenos poderes para sanar questões burocráticas na nossa ausência, pendências acadêmicas
  • Encerrar serviços como: água, luz, gás, telefone, internet
  • Planejamento para manter somente uma conta corrente no Brasil, que fosse acessível no exterior
  • Documentos para levar na mala [Carteira de trabalho e imposto de Renda, título de eleitor, certidão de nascimento, casamento, carteira de vacinação infantil, diplomas escolares, contrato de trabalho], além dos que necessitam ser autenticados.
  • Organizar itens para serem doados aos amigos e entidades carentes
  • Reunir amigos próximos para a despedida e principalmente para o nosso filho
  • Com a venda do carro, incluímos por 1 semana o aluguel de um automóvel para a nossa locomoção com a entrega no próprio aeroporto no dia da partida
  • Quantia necessária para 1 ano [Poupança], caso tivéssemos algum imprevisto. Nesse item já foi calculado todas as possíveis despesas mensais.

Caso a data da sua partida seja alterada, ajuste o documento, faz parte do plano.

Pulo do gato 😉 #dicas

Passagem área – Nesse item é importante avaliar e colocar na balança se realmente vale a pena um voo com conexões [Geralmente mais barato], além de ser uma viagem duradoura, a quantidade de malas, o cansaço… Sua cabeça já estará fervilhando diante da mudança, então, aconselho buscar uma companhia aérea confortável e prática.

Seguro Saúde – Caso sua passagem tenha sido comprada via cartão de crédito, verifique com a sua operadora se existe algum seguro viagem oferecido por eles gratuito [Durante o período comprado], caso contrário, providencie um seguro que possua uma cobertura de 30 mil euros. Ele é obrigatório para a entrada no país.

Malas – Verifique com a companhia de viagem sobre o limite de peso permitido, assim como o que realmente é necessário levar nessa jornada, pense se o momento não é propício para uma vida nova e desapegar do que de fato não faz tanta falta, que tal? Sobre as roupas, Portugal possui todas as estações, mas a notícia boa é que existe uma loja bem baratinha chamada Primark e pode te ajudar a economizar.

Transferência de moedas – Outra questão muito abordada é sobre a transferência entre real x Euro e como fazer. Nós já fizemos de algumas formas, entretanto, a que no momento nos atende da melhor forma é o transferwise, trata-se de uma plataforma on-line para o envio de dinheiro para o exterior com taxas menores em relação as praticadas pelo banco.

 

Planilha 2 – Portugal – Custos Fixos e variáveis

Estude o seu destino, registre todos os custos que você terá – não faz mal algum arredondar pra cima -, tenha em mente que você “só poderá errar pouco”, assim você irá evitar surpresas que podem acabar com o seu planejamento. Se possível, coloque uma ‘sobrinha’ em tudo para não ser pego desprevenido.

1º parte  – Custos iniciais

  1. Inclua o valor do táxi, transfer, isto é, do transporte que te levará do aeroporto até o seu destino
  2. Existe uma possibilidade de você só conseguir alugar um imóvel quando chegar no país, logo, é importante ter o custo da acomodação, seja casa por temporada, hotel ou o que se encaixar melhor, os preços variam de acordo com a localização. Confira no booking, airbnb, Home away. Indico um face que gosto muito da UNA Apartments and Consulting [Sempre alugo com eles no Porto].
  3. Alimentação, para quando estiverem no aeroporto e durante a estadia
  4. Vai necessitar de algum visto? Para estrangeiros que não obtêm a dupla nacionalidade,  o documento de identificação usado no país é a autorização de residência emitida pelo SEFDá uma olhada nesse link e veja qual caso se adapta melhor ao seu objetivo em Portugal. Lembre-se que como brasileiro, seu passaporte é válido na terrinha por 3 meses, tempo de visto oferecido ao turista.
  5. Matrícula para algum curso
  6. Reconhecimento de diploma

Dica: Eu aconselho, caso seja a primeira vez que esteja chegando no país, reservar uma grana para se permitir apaixonar por todas as coisas boas que ele tem a oferecer, logo, visite os pontos turísticos, aproveite o local, isso faz uma grande diferença na adaptação. Outra dica é em relação ao clima, escolha uma estação do ano para migrar que mais se identifica para que esse choque das mudanças climáticas não seja tão grande.

2º parte – Alugar uma casa [Arrendar, como é chamado em Portugal]

  1. Com certeza será o carro chefe das despesas e a primeira coisa a ser resolvida. Os valores podem variar de acordo com o número de quartos [T0 – quarto e sala | T1 – 1 quarto |T2- 2 quartos  e assim por diante], localização [Quanto mais próximo ao centro, mais caro], o que o arredor oferece também é um fator para o custo mais elevado, como: hospitais, faculdades, metrô, centro empresarial. A oferta inclui opções de casas com: contas inclusas, mobiliadas, com os principais equipamentos , casas mais modernas, tradicionais, então certifique-se de todos esses detalhes antes de alugar.
  2. Outro fator importante é contemplar custos com equipamentos para o imóvel como louças ou algum item que esteja faltando, caso a casa escolhida não disponha, mas não se preocupe porque temos a  Ikea. 😉

O que é preciso para alugar*?

  1. 2 aluguéis adiantados
  2. Apresentar o Imposto de renda ou contrato de prestação de serviço com os últimos recibos
  3. Fiador | Extrato bancário pode ser bem-vindo
  4. Não se esqueça de organizar com o responsável pelo imóvel, o registro do contrato nas Finanças. Qual a vantagem? O desconto do valor mensal nos impostos anuais.
* Portugal tem suas particularidades e os itens acima podem variar de senhorio para senhorio

Esses links podem te ajudar na busca:

Region-Centro-Portugal

3º parte – Contas Mensais

Tenha uma planilha atualizada com as contas mensais e de tempos em tempos ajuste suas contas para o que melhor couber no bolso. Em Portugal não tem muito mistério de contas extras que diferem do Brasil. Aqui estão elas:

Luz | Água | Internet + Telefone fixo +Televisão + Celular | Gás (Caso tenha a opção de bujão) | Supermercado |Saúde | Transporte | Extras

O próximo post será com os custos acima e uma média total por mês.

Empregos e salários

Muitas pessoas me perguntam como está Portugal em relação aos salários e as oportunidades de emprego, mas o que posso responder?

Essa pergunta é muito relativa, pois depende de alguns fatores, como a sua formação e experiência, o que está disposto a fazer, qual a carga horária e claro, como todo país, existem profissões que estão mais em “alta”do que as outras, por isso é importante o planejamento e entendimento do lugar, principlmente na área profissional.

Quando as pessoas se deparam com o salário mínimo em Portugal e comparam com algum outro país da União Européia, por exemplo: Inglaterra, Londres, Alemanha, existe um espanto pela inferioridade de valores, mas, digo que são compatíveis também ao custo de vida. Em Portugal, dependendo do seu estilo de vida, os custos podem ser bem baixos. Esses links podem ajudar a você na pesquisa por salários e vagas de emprego:

Média de salário em cada área profissional:

Meu salário

Principais sites para vagas de emprego:

Net-Emprego
Sapo.emprego
Trabalhocerto
Carrer.jet
Indeed
Alerta Emprego

Esses posts podem te ajudar na sua pesquisa:

Oportunidades de Emprego em Portugal
Empregos mais bem pagos em Portugal. Veja quais
Concurso Público em Portugal. Brasileiro pode se inscrever

 

Co-Fundadora e Ceo do Europamos. Mãe do Pedro, Carioca que fala "bixcoito" e portuguesa com muito orgulho. Publicitária, Pós Graduada em Gestão Empresarial e apaixonada em viajar, tem como meta dar a volta ao mundo. Mas por hora, encara o maior desafio da sua vida junto com a sua família na Irlanda.