Um blog com dicas e experiências sobre viagens pela Europa. Aqui contamos a nossa historia :-)

Quanto custa viver na Espanha. Parte II

custo-de-vida-espanha
998

Vamos conversar um pouco mais sobre viver na Espanha? Estes tópicos para mim são bem importantes ou talvez preocupantes. Aqui estão eles.
Sistema de saúde
A saúde pública na Espanha é custeada através da arrecadação de impostos e cada Comunidade Autônoma administra a sua. Então as regras para ter o cartão de saúde conhecido como “tarjeta sanitária” pode ser diferente. O ideal é se informar na Comunidade que irá viver. Em todo o país a saúde pública é considerada muito boa, a maioria de nossos amigos espanhóis são atendidos pelo sistema público. Sempre falam com muita naturalidade e não vêem um motivo para se ter plano saúde privado.

Quando chegamos aqui, fomos mal informados. Disseram que não teríamos direito, porque não somos cidadãos europeus. Acabamos fazendo um plano de saúde privado Sanitas com cobertura dental.

Comparado com o Brasil é muito mais barato, acho que foi baseado nesta comparação que mantivemos o nosso plano. Se você é cidadão europeu, ou estrangeiro com permissão para morar (NIE), terá direito. Agora, se está aqui com visto de estudante ou turista só terá atendimento emergencial.
Transporte público
Transporte público na Europa é levado a sério. A maioria da população se locomove de ônibus, metrô e trem. São confortáveis e climatizados, o mais interessante é procurar saber qual é o melhor transporte para o bairro que mora e comprar um cartão.  A passagem sai mais em conta.

Metrô

Tussam 

Cercanias

Para se ter uma noção, a passagem de ônibus sai a 0,69€ com o cartão, comprando direto na máquina ou com o motorista custa 1,44€. Estes cartões são recarregáveis nas máquinas, o metrô e o trem (chamado de Cercanias) têm seu valor dependendo do trajeto e o tipo de plano que é feito, por exemplo, para estudantes, o valor é menor.

Já estava esquecendo do meu transporte preferido, ”as Bicis”, tem ciclovia por toda a cidade. Pode ir para onde você quiser com a sua própria, ou utilizando o SEVICI, são bicicletas alugadas por um período, muito prático.


 Alimentação

No Brasil, temos os padrões de supermercados americanos, grandes e com estacionamentos na porta. Este padrão de hipermercado por aqui fica afastado da cidade. O costume mesmo é fazer compras nos mercados de bairro que são menores, mas têm tudo. São ótimos!

Fazer compra aqui tem sua particularidade. Em todas as residências tem um carrinho (o nosso antigo carrinho de feira) e bolsas retornáveis, assim vamos ao supermercado. Não se tem o costume de comprar para estocar. Compra-se por semana, então, posso escolher na proximidade de casa os mercados: Mercadona, Supercor e o Mas (são os mais tradicionais). Lembra que comentei no post passado sobre a infraestrutura dos bairros? Pois é, está tudo tão perto de casa.

Minha compra semanal fica em média 50€ por semana. Realmente a carne bovina é mais cara e não é tão boa. Comemos  pescado, aves e carne suína na faixa de 7€ o quilo. As frutas e legumes são muito bonitas e frescas (varia entre 2 a 5€ o quilo).

Adquiri um hábito depois das compras. Sentar na cafetería, saborear um café com leite e relaxar.

Espero vocês para o próximo café. ”Hasta pronto! “

Comentários