Um blog com dicas e experiências sobre viagens pela Europa. Aqui contamos a nossa historia :-)

Mães pelo Mundo – Liliane – Do Brasil para Inglaterra

765

Tomar uma decisão que pode mudar a sua vida já é uma tarefa bem difícil, agora imagina quando essa decisão afeta diretamente a vida do seu filho de apenas cinco anos de idade. O coração aperta, a cabeça fica a mil, medo, incerteza e muitas noites com insônia.

Tive a oportunidade de conhecer algumas mães que como eu optaram por mudar de país com filhos pequenos. Conversando com as minhas novas amigas, constatei que cada uma delas possuía uma razão diferente para mudar, entretanto, percebi que para as questões que envolviam os nossos filhos o sentimento era o mesmo, ou seja, mãe é tudo igual em qualquer lugar do mundo, como dizia a minha amada avó.

Leia o depoimento da Liliane, que deixou o Brasil com a família para viver na Inglaterra.

logo-maes-pelo-mundo-branca

 

Nome: Liliane

Filhos: João Pedro e Estela

Idade: 7 anos e 9 meses

Local origem: São Paulo

Mudança para: Londres


Quanto tempo mora em Londres?

Moramos em Londres desde novembro de 2010, 5 anos já!

Por que da escolha?

Nos mudamos para Londres por causa do trabalho do meu marido.

Quem vive com você?

Moramos eu, meu marido, meu filho e minha filha.

Adaptar-se a um novo país foi fácil?

A adaptação de cada um foi diferente.

Meu marido se adaptou rapidamente, acho que ele era o mais animado com a mudança então isso ajudou.

Eu ainda estou me adaptando, não sei se um dia poderei dizer que estou totalmente adaptada. Meu filho teve um pouco de dificuldades na sua adaptação pois não falava inglês, ele tinha 2 anos quando nos mudamos.

O que você gosta nesse novo lar?

Londres nos possibilita uma vida mais tranqüila quando o assunto é segurança. Fazemos a maioria das coisas a pé passando entre parques.

O que não gosta?

Eu não gosto de todo o trabalho que temos dentro de casa (louça, roupa, arrumação, etc). Aqui a mão de obra é bem cara e o conceito de se ter alguém limpando sua casa todos os dias é diferente daquilo que estamos acostumados no Brasil.

Com quanto tempo aprendeu a língua local?

Eu cheguei em Londres falando apenas o famoso “The book is on the table”, levei 8 meses para dominar o inglês, o que me possibilitou inclusive fazer um mestrado. A partir desta experiência para mim a imersão na língua é extremamente importante para o aprendizado, já que você precisa ‘pensar’ na língua, diferente de quando aprendemos inglês no Brasil.

Vale salientar que eu tinha mais de 30 anos quando nos mudamos, talvez para os mais jovens aprender uma língua no Brasil seja mais fácil – pra mim não foi.

Sobre os transportes públicos? Funcionam? São acessíveis financeiramente?

As pessoas aqui em Londres preferem usar transporte público a ter carro. As taxas para se andar de carro aqui são caras e como o transporte público é super confiável (funciona e te leva para todos os cantos de Londres independente de onde você esteja ou para onde você queira ir) muitas pessoas não acham que vale a pena ter carro e se preocupar com toda a documentação necessária e taxas a serem pagas.

Existe a necessidade de ter carro?

Olha existir mesmo não existe, mas quando temos filhos e está chovendo o carro ajuda bastante. Depois de 5 anos vivendo aqui encaro o carro como luxo dispensável, até porque aqui temos os serviços de aluguel de carros (zipcar e car city) que é super simples de usar e é barato.

Sobre a escola para o seu filho? Como funciona? Esta satisfeita?

Meu filho estuda em uma escola Montessoriana. Estou super feliz com a escola mas não vejo problema algum caso precisasse mudá-lo para uma escola tradicional pública, já que a montesssoriana é privada.

Sobre aluguéis? Fácil alugar? Os valores são acessíveis?

Em relação a valores é muito relativo, difícil bater um martelo para dizer se é ou não acessível.

Não é difícil alugar, mas você paga um depósito quando assina um contrato que normalmente equivale a 6 semanas de aluguel. Ah o aluguel é calculado por semana. Para alugar a documentação é normal, comprovar que tem capacidade para pagamento e se você está legal no país.

O que costuma fazer com seus filhos nas horas de lazer?

Vamos aos parques, Museus e playdates.

Seu filho nasceu em Londres? E quanto aos cuidados de saúde para o parto? O governo oferece assistência?

A Estela nasceu em Londres e você pode optar usar o sistema público ou privado. Você inclusive pode ‘mesclar’ os dois, que foi o meu caso. Fiz todo o acompanhamento pelo sistema público, que normalmente são as Midwives que te atendem. Como tive que fazer uma cesárea, essa fiz particular (besteira minha pois a equipe que me atendeu é a mesma que atende no sistema público). Depois as Midwives vão na sua casa, através do sistema público, e a Assistente Social também te faz uma visita.

Você prefere ficar ou ir embora de Londres?

Não me vejo envelhecendo aqui. A todo momento quero voltar pro Brasil, sinto muita falta da minha família e amigos.

Liliane é blogueira do site Criando Filhos pelo Mundo




Comentários