Senado aprova transferência de bilhete aéreo entre passageiros

O Senado aprovou dia 16, o projeto que permite transferir passagens aéreas entre passageiros, atividade vetada atualmente por uma resolução da Anac.

Agora, o PLS 394/2014 segue para a Câmara e, se aprovado, vai alterar o Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA). Entretanto, o projeto condiciona a operação a regras e restrições impostas pela companhia aérea, bem como a exigências fixadas pela autoridade aeronáutica em relação à identificação dos passageiros.

A legislação em estabelece que o bilhete de passagem aérea é pessoal e intransferível. O projeto, do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), foi aprovado com 16 votos favoráveis e nenhum contrário, e segue para a Câmara dos Deputados se não houver recurso para votação pelo Plenário do Senado.

A Anac adotou tal procedimento por questões relacionadas à segurança pública e ao possível surgimento de um mercado secundário de compra e venda de bilhetes aéreos.

As reservas apresentadas pela Anac para aceitar a transferência foram rebatidas pelo senador na justificativa do projeto. Sobre a questão da segurança, ele argumentou que os atuais mecanismos de fiscalização e identificação de passageiros já fariam esse controle. Quanto a um mercado paralelo de comercialização de bilhetes, o senador argumentou que esse risco seria afastado por regras aplicadas pelas companhias.

 

Fonte – Matéria originalmente Catraca Livre

Foto de capa: Reprodução Google

Co-Fundadora e Ceo do Europamos. Mãe do Pedro, Carioca que fala "bixcoito" e portuguesa com muito orgulho. Publicitária, Pós Graduada em Gestão Empresarial e apaixonada em viajar, tem como meta dar a volta ao mundo. Mas por hora, encara o maior desafio da sua vida junto com a sua família na Irlanda.