Um blog com dicas e experiências sobre viagens pela Europa. Aqui contamos a nossa historia :-)

Como se planejar e o que saber antes de morar na Irlanda

morar Irlanda
393

A Irlanda entrou na mira das famílias brasileiras que querem chamar a europa de lar. Dublin, a capital, já possui uma grande procura por jovens que buscam uma nova experiência fazendo intercâmbio.

Hoje vamos te ajudar a entender um pouco mais sobre a ilha de esmeralda e claro, dar uma mãozinha para você saber por onde começar nessa nova jornada. 😉

Primeiro, já se perguntou por que Irlanda?

Essa ilha possui muitos atributos que encantam a todos, quando assistimos a filmes, vídeos ou mesmo vemos nossos amigos postando nas redes sociais suas belas paisagens não tem como não se imaginar fazendo parte do cenário, mas é muito importante você entender que quando o assunto é morar, a história é outra, muitos pontos precisam ser levados em consideração. Então, comece indagando se os seus desejos, expectativas estarão próximos ao que o país tem a oferecer. Mas, como faço isso?

Pegue um lápis e uma caneta e se pergunte:

  1. Por que eu quero morar na Irlanda? Quais são os pontos positivos? Eles superam os negativos?
  2. O local oferece oportunidades de emprego para a minha área profissional e o estilo de vida para o meu perfil?
  3. Me enquadro nos tipos de visto para viver legalmente no país?
  4. Consigo administrar a saudade dos amigos e familiares?
  5. Sobre o clima, consigo me adaptar ao frio? Se pergunte principalmente se será capaz de viver a metada do ano em temperatura negativa?
  6. Muitos dias o sol não aparece, consigo me adaptar a isso?
  7. Tenho fácil adaptação a nova cultura e costumes?
  8. Entendo que estou saindo da minha zona de conforto?
  9. Se não falo o inglês, consigo vencer mais esse desafio e me empenhar todos os dias para entender os irishs e me fazer entender?

Se as suas respostas foram totalmente positivas, mãos à obra, você tem o perfil para fazer a coisa acontecer e dar início a nova vida. 🙂

Vem com criança?

A adaptação da criança depende 70% dos pais, logo, tenha muito cuidado com os anseios, as preocupaçòes, os medos que possivelmente você terá em relação a essa nova mudança, para que os pequenos não sofram antecipadamente. Lembre-se, crianças são esponjinhas, absorvem tudo com muita facilidade, seja o que for bom, seja o que for ruim. É muito importante passar segurança e envolvê-la de uma forma leve e positiva nos planos da nova vida.

Dicas:

  • Mostre vídeos que possam encantá-las;
  • Apresente os pontos positivos;
  • Tente entender se existe algum desconforto com a criança e converse para mudar esse cenário.

Preciso me planejar, mas por onde começo?

No dia que deixamos o Brasil, tinhamos os seguintes documentos (planejamento) no computador:

Planilha 1 – Brasil 

  • Despesas para serem pagas até a data da partida..
  • O total do nosso capital $$ até o dia da viagem [Mesmo que você não tenha a passagem com a data do voo em mãos, use um mês como parâmetro]
  • Previsão de venda de bens, avisos de demissão, procuração de plenos poderes para sanar questões burocráticas na nossa ausência, pendências acadêmicas.
  • Encerrar serviços como: água, luz, gás, telefone, internet.
  • Planejamento para manter somente uma conta corrente no Brasil, que fosse acessível no exterior.
  • Documentos para levar na mala [Carteira de trabalho e imposto de Renda, título de eleitor, certidão de nascimento, casamento, carteira de vacinação infantil, diplomas escolares, contrato de trabalho], além dos que necessitam ser autenticados.
  • Organizar itens para serem doados aos amigos e entidades carentes.
  • Reunir amigos próximos para a despedida e principalmente para o nosso filho.
  • Com a venda do carro, incluímos por 1 semana o aluguel de um automóvel para a nossa locomoção com a entrega no próprio aeroporto no dia da partida.
  • Quantia necessária para 1 ano [Poupança], caso tivéssemos algum imprevisto. Nesse item já foi calculado todas as possíveis despesas mensais.

Caso a data da sua partida seja alterada, ajuste o documento, faz parte do plano.

Pulo do gato 😉 #dicas

Passagem área – Nesse item é importante avaliar e colocar na balança se realmente vale a pena um voo com conexões [Geralmente mais barato], além de ser uma viagem duradoura, a quantidade de malas, o cansaço… Sua cabeça já estará fervilhando diante da mudança, então, aconselho buscar uma companhia aérea confortável e prática. Se vier com criança, pense no custo x benefício.

Seguro Saúde – Caso sua passagem tenha sido comprada via cartão de crédito, verifique com a sua operadora se existe algum seguro viagem oferecido por eles gratuito [Durante o período comprado], caso contrário, providencie um seguro. Ele não chega a ser obrigatório para a entrada no país, mas sugiro uma precaução, pois o investimento para essa nova vida foi alto e dependendo de quem atender na imigração, esse item pode ser solicitado.

Malas – Verifique com a companhia de viagem sobre o limite de peso permitido, assim como o que realmente é necessário levar nessa jornada, pense se o momento não é propício para uma vida nova e desapegar do que de fato não faz tanta falta, que tal? Sobre as roupas, a Irlanda possui um clima diferente de grande parte do Brasil, muitos agasalhos vendidos na nossa terra, nem sempre (não mesmo!) esquentam em terras irlandesas, aconselho reservar alguns euros e deixar essas comprinhas para a Europa. 😉

Transferência de moedas – Outra questão muito abordada é sobre a transferência entre real x Euro e como fazer. Nós já fizemos de algumas formas, entretanto, a que no momento nos atende da melhor forma é o transferwisetrata-se de uma plataforma on-line para o envio de dinheiro para o exterior com taxas menores em relação as praticadas pelo banco.

Planilha 2 – Irlanda – Custos Fixos e variáveis

Estude o seu destino, registre todos os custos que você terá – não faz mal algum arredondar pra cima, tenha em mente que você “só poderá errar pouco”, assim você irá evitar surpresas que podem acabar com o seu planejamento. Se possível, coloque uma ‘sobrinha’ em tudo para não ser pego desprevenido. Lembre-se da diferença de valores entre o real e o euro, a falta de um planejamento organizado, pode ser fatal.

1º parte  – Custos iniciais

  1. Inclua o valor do táxi, transfer, isto é, do transporte que te levará do aeroporto até o seu destino.
  2. Existe uma possibilidade de você só conseguir alugar um imóvel quando chegar no país, logo, é importante ter o custo da acomodação, seja casa por temporada, hotel ou o que se encaixar melhor, os preços variam de acordo com a localização. Confira no bookingairbnbHome away, vivadublin o tipo de acomodação que melhor lhe atende.
  3. Alimentação, para quando estiverem no aeroporto e durante a estadia.
  4. Vai necessitar de algum visto? Para estrangeiros que não obtêm a dupla nacionalidade, ou até mesmo para cônjuge de nacionais europeus. É obrigatório algum stamp para permanecer no país, assim como é importante verificar se o seu tipo de visto será concedido ainda no Brasil ou na imigração irlandesa. Veja esse link.
  5. Lembre-se que como brasileiro, seu passaporte é válido por 3 meses, tempo de visto oferecido ao turista (isto é, se sua passagem estiver para a data de 3 meses após a sua chegada no país).
  6. Matrícula para algum curso?
  7. Reconhecimento de diploma?
  8. Comprará ou alugará carro?

Dica: Eu aconselho, caso seja a primeira vez que esteja chegando no país, reservar uma grana para se permitir apaixonar por todas as coisas boas que ele tem a oferecer, logo, visite os pontos turísticos, aproveite o local, isso faz uma grande diferença na adaptação. Outra dica é em relação ao clima, escolha uma estação do ano para migrar que mais se identifica para que esse choque das mudanças climáticas não seja tão grande. Caso não esteja preparado para encarar temperaturas negativas, entre os meses Maio e Setembro podem ter temperaturas mais agradáveis.

2º parte – Alugar uma casa

  1. Com certeza será o carro chefe das despesas e a primeira coisa a ser resolvida. Não é uma tarefa impossível alugar casa por aqui, mas está longe de ser mamão com açucar, então tenha em mãos todos os documentos pedidos pelo Landlord. O valor do aluguel pode variar de acordo com o número de quartos e a localização, o que o arredor oferece também é um fator para o custo mais elevado. A oferta inclui opções de casas com: contas inclusas, mobiliadas, com os principais equipamentos, casas mais modernas ou tradicionais, então, certifique-se de todos esses detalhes antes de alugar.
  2. Outro fator importante é contemplar custos com equipamentos para o imóvel como louças ou algum item que esteja faltando, caso a casa escolhida não disponha, mas não se preocupe porque temos a Ikea. 😉
  3. E não menos importante, o aquecimento, esse item ajuda muito no humor. Como esses equipamentos ficam por um grande período do ano ligados, observe se há mofo nas portas e rodapés. Ah! Quase ia me esquecendo…. verifique se tem o sol da manhã. Por que necessariamente “o da manhã”? Em 6 meses do ano, o sol dá o ar da graça até umas 16h, logo, a sua presença é essencial no período matinal.
  4. Se vier com filhos é importante ter o casamento perfeito entre a casa + escola, pois morar bem próximo a instituição interfere na matrícula escolar. Tire suas dúvidas sobre matrícula, uniforme, valores nesse post.

O que é preciso para alugar*?

  1. Geralmente 1 aluguel adiantado.
  2.  Carta anterior de algum landlord recomendando você a nova residência.
  3. Contrato de trabalho / Extrato bancário
  4. Passaporte (com visto válido ou caso tenha a nacionalidade europeia)
  5. Conta bancária (não necessariamente irlandesa)

*Não é necessariamente uma regra, mas uma prática muito utilizada no pedido dos documentos 

Perguntas e dúvidas frequentes 

Posso alugar estando no Brasil?

Não é impossível, mas sinceramente nunca vi nenhum caso (só mesmo em sites de aluguel por temporada). Também não aconselho, pois as fotos no site podem estar alteradas encobrindo imperfeições ou até mesmo mal conservação do local.

Posso pagar o aluguel TODO adiantado?

Muitos brasileiros indagam aos landlords sobre essa possibilidade. Até é possível, mas difícil, geralmente eles querem que você comprove uma forma rotativa de sustento, isto é, dinheiro entranto todo mês na conta. Vai entender…

Enviei 10 e-mails e só tive a resposta de 2, isso é normal?

Infelizmente sim, dependendo da época que se chega na terra de esmeralda a procura pode ser grande e acaba sendo o famoso ditado: Quem viu primeiro…

Então não hesite em enviar e-mail para o máximo de casas que obviamente te interessar.

Fui visitar uma casa e tinham mais 3 familías visitando

Muito comum por aqui marcar um dia para a visitação e a residência será visitada por 3, 4, 8, 10 famílas no mesmo dia. O importante é você ter os documentos solicitados, cause boa impressão na aparência e mostre a satisfação com a casa visitada.

Esses links podem te ajudar na busca:

3º parte – Contas Mensais

Tenha uma planilha atualizada com as contas mensais e de tempos em tempos ajuste suas contas para o que melhor couber no bolso. Na Irlanda não tem muito mistério de contas extras que diferem do Brasil. Aqui estão elas:

Luz |  Internet + Telefone fixo +Televisão + Celular | Gás | Supermercado | Saúde | Transporte | Extras

Esse post possui os valores detalhados

alugar casa dublin

Empregos e salários

Muitas pessoas me perguntam como está a Irlanda em relação aos salários e as oportunidades de emprego, mas o que posso responder?

Essa pergunta é muito relativa, pois depende de alguns fatores, como a sua formação e experiência, o que está disposto a fazer, qual a carga horária e claro, como todo país, existem profissões que estão mais em “alta”do que as outras, por isso é importante o planejamento e entendimento do lugar, principlmente na sua área profissional.

O inglês é um fator que conta um bocado, muitos brasileiros que chegam por aqui, acreditam ter inglês intermediário e quando se deparam com a realidade, percebem que estão no nível iniciante, um fator muito comum. E então, aquele sonho de conseguir um job na sua área de formação terá que esperar, enquanto isso, não fique parado, busque job em cafés, lojas ou até mesmo como voluntário e melhore o inglês. 😉

Dica: Quando for para sua primeira entrevista, seja para trabalhar em um café ou para ser presidente de uma grande empresa, vá arrumado. Sabe aquele ditado: A primeira impresão é a que fica? Pois bem, aqui funciona muito. O que é uma contradição, pois no dia a dia, as pessoas não se preocupam muito, mas na primeira entrevista é bem importante.

Calcule aqui o salário x desconto de taxas

Principais sites para vagas de emprego:

Jobs.ie

Irishjobs.ie

Monster.ie

Dicas finais

Antes de vir para a Irlanda, acostume com o sotaque Irish. Mas como, se no Brasil só se fala português? Simples, faça a metade do seu dia (ou pelo menos tente) em inglês, prefira filmes com o accent Irish, escute rádio online da Irlanda ou até mesmo vídeos do Youtube. Isso faz uma diferença e ajuda no processo para “abrir” os ouvidos a uma nova linguagem.

Esses posts podem te ajudar na sua pesquisa:

Aluguel de casa em Dublin

Escolas para os pequenos em Dublin

Vale a pena comprar carro em Dublin? Entenda os valores, taxas e habilitação Irlandesa

Supermercados em Dublin

O voo até a lua não é tão longo. As distâncias maiores que devemos percorrer estão dentro de nós mesmos. Charles de Gaulle

Comentários